sexta-feira, 14 de julho de 2017

Aprovado projeto de formação de públicos estratégicos da Fios e Desafios

A Fios e Desafios, viu, este mês, aprovada a sua candidatura à tipologia de operação 3.15. - formação de públicos estratégicos - do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE)/Portugal 2020. Esta candidatura consiste num projeto formativo sobre as temáticas da igualdade de género e violência de género, que visa a capacitação técnica e profissional de agentes relevantes na prevenção e intervenção nestas áreas.

Com este projeto, a Instituição irá ministrar os seguintes cursos:
- Formação de públicos estratégicos (sobre igualdade e violência de género) - sistema de justiça, para profissionais do sistema judicial;
- Formação de públicos estratégicos (sobre igualdade e violência de género) - contextos socialmente excluídos, para profissionais do setor social, educativo e da saúde;
- Formação de Técnicos/as de Apoio à Vítima;
- Formação de agentes qualificados que atuem no domínio da Prevenção, Sensibilização e Combate ao tráfico de seres humanos e no apoio às suas vítimas;
- Formação de profissionais na área da violência doméstica, para profissionais do setor social, da saíde e judicial;
- Formação em Orientação Sexual e Identidade de Género;
- Formação de profissionais na área da violência doméstica - Intervenção com vítimas particularmente vulneráveis;
- Avaliação e Gestão de Risco de Violência Doméstica.

Prevê-se que os primeiros cursos tenham início em setembro de 2017. Por isso, se está interessado/a, ou conhece alguém que possa estar interessado/a, partilhe esta informação e esteja atento/a às redes sociais e blog da Fios e Desafios, onde serão avançadas as novidades sobre estas formações.




terça-feira, 27 de junho de 2017

Fios e Desafios premiada por BPI Solidário 2017

A Fios e Desafios viu, mais uma vez, o seu trabalho reconhecido, desta vez pelo Prémio BPI Solidário 2017.


Ontem decorreu em Lisboa a cerimónia de entrega dos Prémios BPI Solidário 2017 e a Fios e Desafios, representada pela Presidente da Direção, Dra. Carlota Teixeira e pela Coordenadora do programa (Re)Começar, Dra. Ana Pimentel, foi reconhecida com um prémio.


 
Fotos: Fios e Desafios

Com o valor atribuído, o programa (Re)Começar, projeto de combate ao desperdício alimentar e de apoio a famílias em situação de emergência social, através de distribuição de refeições e apoio psicossocial, poderá melhorar e alargar os serviços prestados. Entre as melhorias perspetivadas, incluem-se ações como a aquisição de uma carrinha frigorífica que garanta a qualidade dos alimentos recolhidos, a integração e formação de mais beneficiários enquanto voluntários, visando a sua autonomia e integração social, e também o alargamento do número de beneficiários e áreas geográficas abrangidas.

Neste momento de sucesso da Instituição, não podemos deixar de agradecer à Junta de Freguesia do Bonfim, principal parceira deste projeto, que propôs esta iniciativa e que sempre apoiou a Fios e Desafios desde o primeiro dia. Deixamos também o nosso agradecimento a todos as entidades parceiras que colaboram com o programa (Re)Começar na doação de alimentos, ao banco BPI pelo reconhecimento do valor deste projeto e, sobretudo, a todos(as) os(as) voluntários(as) por fazerem deste programa uma realidade que muda a vida de tantos(as) todos os dias. 

Parabéns a todos os(as) restantes vencedores(as) deste prémio, que ajudam a melhorar a vida de tantas pessoas.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Iniciado primeiro workshop do projeto SALTO i

No passado dia 31 de maio foi iniciado o ciclo de workshops para a população técnica, do projeto SALTO i.

Neste evento além de abordadas temáticas relacionadas com o bullying e formas de prevenir, identificar e intervir neste fenómeno, foi criado um ambiente de partilha de experiências e conhecimentos entre todas as participantes.
O workshop foi também um sucesso porque ultrapassou o número de participantes inicialmente previsto, abrangendo um maior número de profissionais, de diferentes áreas, formações e instituições.

Esperamos que o sucesso desta iniciativa se venha a repetir em futuros workshops deste ciclo.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Projeto SALTO i termina segundo Grupo de Pais

A 23 de maio o projeto SALTO i concluiu o segundo Grupo de Pais, desta vez com população maioritariamente de etnia cigana, residente no Bairro de Contumil.

Após o sucesso do primeiro Grupo de Pais, realizado em parceria com A Benéfica e Previdente - Associação Mutualista, que teve um total de participantes superior ao inicialmente esperado, o projeto SALTO i decidiu continuar esta atividade também na freguesia de Campanhã, mas desta vez com um público um pouco mais específico - comunidade de etnia cigana, na qual as desigualdades de género são claras e relatadas pelas próprias participantes do projeto.

Foram abordados temas como as competências parentais, a violência e igualdade de género, os desafios familiares, entre outros, partindo sempre das experiências das participantes. Embora tenhamos consciência que muitos preconceitos e problema sociais subsistirão, acreditamos que o trabalho desenvolvido poderá ser mais um passo para a mudança, em direção a uma comunidade mais igualitária e a famílias mais felizes. Uma prova disso mesmo serão as respostas dadas pelas participantes quando questionadas sobre uma palavra que defina família, refletidas nas fotos abaixo.

Um especial agradecimento à Norte Vida pela colaboração prestada na realização desta atividade.



 Fotos: Fios e Desafios






segunda-feira, 8 de maio de 2017

SALTO i inicia ciclo de workshops para a população técnica

No próximo dia 13 de maio, o projeto SALTO i (no âmbito da tipologia 3.16. do POISE/Portugal 2020) inicia o seu ciclo de workshops para a população técnica.

O primeiro é intitulado "Bullying: Prevenir, Identificar e Intervir" e é direccionado para a todos(as) os(as) técnicos(as) que diariamente trabalham com população em risco de violência de género.

Se está interessado(a) contacte-nos através do email ou número de telefone indicados no cartaz. Não deixe passar esta oportunidade!



terça-feira, 2 de maio de 2017

Campanha "Abril - Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância" termina nas escolas

O projeto SALTO i continuou na passada semana o seu périplo pelas escolas, desenvolvendo ações de sensibilização sobre a campanha "Abril - Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância".

Desta vez, as escolas que acolheram as ações foram a EB Joaquim Nicolau de Almeida, em Vila Nova de Gaia, em duas turmas do ensino básico, e a EB1/JI Nossa Senhora de Campanhã, no Porto, em cinco turmas, do pré-escolar ao 4º ano.




 No total, a campanha foi desenvolvida em 13 turmas, de 3 escolas, de 2 concelhos, para um público de 235 crianças.


Um especial agradecimento ao Agrupamento de Escolas do Cerco, ao Agrupamento de Escolas Soares dos Reis e a todos os professores(as) e funcionários(as) que tão bem receberam a Fios e Desafios e ajudaram a que esta campanha fosse um verdadeiro sucesso.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Campanha "Abril - Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância" nas escolas

Na passada semana, o projeto SALTO i da Fios e Desafios começou o percurso da campanha "Abril - Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância" nas escolas. A primeira escola foi a EB1 do Lagarteiro, onde foram realizadas 5 sessões de sensibilização para as seis turmas do ensino básico.


Nas sessões foram explicadas as origens do mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância e do uso do laço azul alusivo a este mês. Mas foi, sobretudo, um espaço de discussão sobre o que são os maus tratos na infância e sobre o que fazer para prevenir este fenómeno e apoiar as vítimas. 



Por fim, foi pedido às crianças que, partindo da frase "Os maus tratos na infância não são brincadeira", desenhassem a sua brincadeira, jogo ou atividade preferida e, por outro lado, desenhassem uma situação de maus tratos na infância, para que compreendessem a disparidade de situações que uma criança vítima vive muitas vezes no seu dia a dia e seriedade do problema abordado. As situações desenhadas foram então reunidas numa cartolina, em forma de resumo do trabalho de todos(as) os(as) alunos(as) de cada turma.



 Fotos: Fios e Desafios
 
Foi preocupante compreender que muitas das crianças que participaram nestas acções conheciam bem a problemática dos maus tratos na primeira pessoa, sobretudo devido ao bullying existente no contexto escolar e a situações de violência doméstica vicariante no domínio familiar, entre outras situações denunciadas pelas crianças.

Ao longo desta semana, o projeto SALTO i vai ainda a mais escolas do concelho do Porto e do concelho de Vila Nova de Gaia. Em breve, faremos novo post sobre como decorreram essas sessões.